//
você está lendo...
Agencias

3/4 da população mundial vivem em países com PIB´s menores que a média mundial

75% vivem em países com renda inferior
PIB per capita de nações que abrigam ¾ da população é menor que média global; melhores têm indicador 22 vezes maior que piores
TIAGO MALI
da PrimaPagina
Os números mais recentes sobre o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) divulgados pelo PNUD mostram que 74,7% da população vive em países com PIB per capita abaixo do mundial, que é de US$ 9.316. Os dados, referentes a 2006, indicam que, de uma população de 6,71 bilhões (de acordo a Divisão de População do Departamento de Economia e Assuntos Sociais da ONU), pouco mais de 5 bilhões vive em nações com esse indicador de renda abaixo da média.
“Isso mostra que um quarto do mundo tem um poder de compra várias vezes superior ao restante da população. É uma distância que tem aumentado ao longo do tempo, e não só entre os países, mas também dentro deles”, afirma Renato Baumann, diretor do escritório da CEPAL (Comissão Econômica para América Latina e o Caribe) no Brasil. “A economia mundial tem uma série de sistemas que favorecem os que estejam mais preparados, que tenham mais instrução. Então, em um período de crescimento econômico como o que tivemos recentemente, os indivíduos mais instruídos e as empresas com melhor estrutura crescem mais do que os assalariados, por exemplo, que não têm muito poder de barganha. Isso acaba aumentando o fosso da renda”, completa.
A desigualdade à qual o economista se refere fica ainda mais evidente quando se observam os dois extremos da lista de 180 nações para as quais há informações disponíveis. Na ponta de baixo, os 20% de países com menor PIB per capita (indicador usado para medir renda no IDH) ganham em média US$ 1.461 e abrigam pouco mais de 1 bilhão de pessoas. Já na ponta de cima – que também abriga 1 bilhão de pessoas – o mesmo indicador de renda pula para US$ 33.200, mais de 22 vezes o PIB per capita dos países mais pobres.
Melhores e piores

TIAGO MALI, da PrimaPagina

Os números mais recentes sobre o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) divulgados pelo PNUD mostram que 74,7% da população vive em países com PIB per capita abaixo do mundial, que é de US$ 9.316. Os dados, referentes a 2006, indicam que, de uma população de 6,71 bilhões (de acordo a Divisão de População do Departamento de Economia e Assuntos Sociais da ONU), pouco mais de 5 bilhões vive em nações com esse indicador de renda abaixo da média.

“Isso mostra que um quarto do mundo tem um poder de compra várias vezes superior ao restante da população. É uma distância que tem aumentado ao longo do tempo, e não só entre os países, mas também dentro deles”, afirma Renato Baumann, diretor do escritório da CEPAL (Comissão Econômica para América Latina e o Caribe) no Brasil. “A economia mundial tem uma série de sistemas que favorecem os que estejam mais preparados, que tenham mais instrução. Então, em um período de crescimento econômico como o que tivemos recentemente, os indivíduos mais instruídos e as empresas com melhor estrutura crescem mais do que os assalariados, por exemplo, que não têm muito poder de barganha. Isso acaba aumentando o fosso da renda”, completa.

A desigualdade à qual o economista se refere fica ainda mais evidente quando se observam os dois extremos da lista de 180 nações para as quais há informações disponíveis. Na ponta de baixo, os 20% de países com menor PIB per capita (indicador usado para medir renda no IDH) ganham em média US$ 1.461 e abrigam pouco mais de 1 bilhão de pessoas. Já na ponta de cima – que também abriga 1 bilhão de pessoas – o mesmo indicador de renda pula para US$ 33.200, mais de 22 vezes o PIB per capita dos países mais pobres.

continue lendo

Ranking do IDH

(PNUD Brasil)

Anúncios

Discussão

Os comentários estão desativados.

Gotas

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

agenda

junho 2009
S T Q Q S S D
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
%d blogueiros gostam disto: