//
você está lendo...
Uncategorized

Chrysler pede concordata e firma aliança com Fiat

 

Chrysler declara concordata e firma aliança com Fiat (Da EFE)
A montadora Chrysler se viu forçada hoje a declarar concordata devido à postura de um pequeno grupo de credores e, por outro lado, assinou uma aliança com a italiana Fiat que lhe permitirá sair da moratória nos próximos 30 ou 60 dias.
Apesar das palavras tranquilizadoras do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e dos principais executivos da empresa, alguns fornecedores da fabricante de automóveis decidiram deixar de mandar peças, o que provocou o fechamento imediato de várias fábricas e mandou muitos trabalhadores para casa temporariamente.
Situação dos Trabalhadores
Washington, 29 abr (EFE).- O sindicato United Auto Workers (UAW) anunciou hoje que os funcionários da Chrysler ratificaram o acordo alcançado com a empresa e o Departamento do Tesouro para reduzir os custos trabalhistas.
O UAW disse que mais de 80% dos trabalhadores votaram a favor do acordo, um dos requisitos impostos pelo Governo americano para que a Chrysler evite a falência.
O presidente do UAW, Ron Gettelfinger, afirmou em comunicado que os trabalhadores da Chrysler responderam à crise que afeta a empresa “aceitando um acordo que é doloroso”, mas que dá à montadora “uma oportunidade de sobreviver”.

Chrysler declara concordata e firma aliança com Fiat (Da EFE)

 

A montadora Chrysler se viu forçada hoje a declarar concordata devido à postura de um pequeno grupo de credores e, por outro lado, assinou uma aliança com a italiana Fiat que lhe permitirá sair da moratória nos próximos 30 ou 60 dias.

Apesar das palavras tranquilizadoras do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e dos principais executivos da empresa, alguns fornecedores da fabricante de automóveis decidiram deixar de mandar peças, o que provocou o fechamento imediato de várias fábricas e mandou muitos trabalhadores para casa temporariamente.

 

Situação dos Trabalhadores

 

Washington, 29 abr (EFE).- O sindicato United Auto Workers (UAW) anunciou hoje que os funcionários da Chrysler ratificaram o acordo alcançado com a empresa e o Departamento do Tesouro para reduzir os custos trabalhistas.

O UAW disse que mais de 80% dos trabalhadores votaram a favor do acordo, um dos requisitos impostos pelo Governo americano para que a Chrysler evite a falência.

O presidente do UAW, Ron Gettelfinger, afirmou um comunicado que os trabalhadores da Chrysler responderam à crise que afeta a empresa “aceitando um acordo que é doloroso”, mas que dá à montadora “uma oportunidade de sobreviver”.

 

release oficial da empresa

Anúncios

Discussão

Os comentários estão desativados.

Gotas

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

agenda

maio 2009
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
%d blogueiros gostam disto: